Grupo de Desenvolvimento

Clique abaixo e conheça os outros sites do grupo

Artesanato mineiro em Tóquio

Uma equipe formada por três compradores japoneses das lojas Muji, acompanhados de dois representantes de uma empresa que presta assessoria estratégica em comércio exterior, passaram a tarde de ontem, dia 20 de maio, analisando a produção artesanal de vários artesãos de Minas Gerais. Os produtos selecionados pelo Setor de Exportação do Centro CAPE/Mãos de Minas de acordo com a demanda integraram o show room de vendas montado especialmente para a ocasião.

O coordenador da missão japonesa, Katutosi Suzuki, manifestou interesse em vários produtos, principalmente as louças de Monte Sião, panelas de pedra sabão e panos de prato confeccionados em saco. “Ficamos muito surpresos com a história das centenárias panelas e com o método de produção artesanal, buscamos as tradições, e o Brasil está nos surpreendendo”, disse.

Para a presidente do Centro CAPE, Tânia Machado, o Japão é mais uma frente de negócios de exportação potencial. “Estamos satisfeitos com a visita comercial e esperamos que o grupo feche negócio e essa parceria se concretize”.

As lojas MUJI são tradicionais no Japão, com mais de 30 anos no mercado e mantém mais de 450 filiais em toda a Europa e Ásia.

A comitiva japonesa também foi conhecer a produção de panelas de alumínio e ferro, nas cidades de Formiga, Cláudio, Carmo do Cajuru e Divinópolis no centro-oeste mineiro.