Grupo de Desenvolvimento

Clique abaixo e conheça os outros sites do grupo

Artesãos de Itabira estão na segunda etapa do projeto de fortalecimento do artesanato

            Itabira é uma das selecionadas, dentro do Circuito  Estrada Real, que recebeu recursos para capacitar artesãos da cidade e entorno, para participarem de projeto de capacitação na área de artesanato. Os artesãos  que fazem parte do projeto, receberam orientação e já identificaram e registraram todas as fases de sua produção, cálculo de custo e preço de venda e organização do espaço, esta foi a primeira etapa do Projeto de Fortalecimento da Indústria Artesanal, que trabalha toda a cadeira produtiva. Este projeto é apoiado pela FIEMG, por meio do SESI e em parceria com o Centro Cape, cujo objetivo é investir no desenvolvimento do artesão que tem potencial para que em médio e longo prazo, transforme  o seu negócio, em uma pequena Indústria Artesanal.

            Dos 39 (trinta e nove) artesãos inscritos no programa, 16 (dezesseis) deles estão na segunda etapa e agora terão como foco a gestão e a preparação para a fase seguinte: a auditoria para certificação.

            A CERTIFICAÇÃO é conferida pelo IQS – Instituto de Qualidade Sustentável, organismo certificador que toma como base a Norma NIQS 001:2012 – Sistema de Gestão das Empresas do Setor Artesanal para avaliar se o Artesão cumpre todos os requisitos exigidos.

            A CERTIFICAÇÃO - IQS é a comprovação de que o artesão possui uma produção organizada e está de acordo com os aspectos da sustentabilidade econômica, social e ambiental. Isto confere um diferencial para o seu produto no mercado e propicia que o consumidor reconheça que sua empresa tem compromisso com a sociedade. Para os artesãos acima que vão iniciar este caminho para a Certificação, o comprometimento foi um dos requisitos mais importantes, pois esta preparação requer um envolvimento e dedicação por parte deles.

Um bom resultado do trabalho realizado em Itabira é a implementação da sacola personalizada, que está sendo utilizada pelas artesãs Andréa e Marise, que produzem caixas de MDF decoradas. A iniciativa além de valorizar o produto e ainda é veículo de divulgação, atestam as artesãs.

 

 

       

 

 

.