Grupo de Desenvolvimento

Clique abaixo e conheça os outros sites do grupo

Rodada fomenta novos negócios no setor de artesanato

Fonte: Agencia Sebrae de Notícias - http://goo.gl/0VoH0i

Natal – Para estimular mais negócios no setor de artesanato e produção associada ao turismo, o Sebrae no Rio Grande do Norte promoveu nessa terça-feira (22) a Rodada de Negócios de Artesanato, que aproximou 15 artesãos de 56 lojistas compradores. O objetivo foi propiciar novos canais de comercialização para as peças confeccionadas por grupos produtores atendidos pelo projeto setorial da Instituição. Estão sendo realizados mais de 200 encontros entre quem produz e aqueles que compram as peças artesanais.


A rodada é uma iniciativa do projeto Sebrae 2014 de Produção Associada, realizada em parceria com a equipe da Unidade de Acesso a Mercado do Sebrae no estado. A ação congrega 15 Microempreendedores Individuais (MEI) que fabricam peças das tipologias arte em mosaico, talo e palha de carnaúba, crochê, renda renascença, bordado rechilieu, fibra de coqueiro, pintura vitrificada, argila e papel artesanal, reciclado em MDF, entre outros. “Esses empreendedores foram escolhidos para participar porque estão mais preparados do ponto de vista de gestão do negócio e têm capacidade de responder às demandas produtivas, já que atuam sob pedidos”, ressaltou a gestora do projeto Sebrae 2014 – Produção Associada, Jupira Nunes.

Esses produtos foram apresentados a 56 compradores convidados, que são lojistas de hotéis, aeroporto, arquitetos e decoradores. “O formato foi idealizado para favorecer a compra, já que foi feito um trabalho de prospecção anteriormente para identificar compradores em potencial desses artigos”, explicou a gerente de Acesso a Mercado, Maíza Pessoa.

Margareth Gomes foi uma das participantes da Rodada de Negócios. Sua expectativa era fechar parcerias para comercialização dos artigos. Produzindo arte religiosa há dez anos, ela fabrica peças de porcelana, travesseiros e kit viagem. “Já consegui fechar alguns pedidos nessa rodada”, revelou.

Já Hugo Marcos buscava fornecedores para a loja de artesanato que está montando na praia de Pipa e viu na rodada promovida pelo Sebrae a maneira mais fácil de encontrar as diversas tipologias disponíveis no Rio Grande do Norte. Segundo o empreendedor, o formato facilita a comparação de preços e também o estabelecimento de futuras parcerias.

“Quero adquirir produtos diversificados ao máximo para, depois, identificar os que têm maior demanda. Aqui, consegui ter um parâmetro de preços e de tipologias”. Ele tem pressa já que o estabelecimento deverá ser inaugurado até o fim do mês. Pensamento semelhante teve Rejane de Paula, que é proprietária de uma loja de artesanato no aeroporto Augusto Severo e resolveu conferir as novidades. Apesar de buscar produtos com a temática da Copa, a atenção estava voltada para peças inovadoras.