Grupo de Desenvolvimento

Clique abaixo e conheça os outros sites do grupo

Mulher Artesã Brasileira - Acre

Na terra da borracha, mais precisamente no Parque Ambiental Chico Mendes, em Rio Branco no Acre, entrevistamos a artesã Raimunda Nonata Silva Pinheiro, 32 anos, da etnia Kaxinawá. Ela nasceu às margens do Rio Jordão e aprendeu as técnicas de artesanato ainda criança com a mãe. Na década de 1980, foi alfabetizada em Tarauacá e participou de dois eventos importantes: o Encontro Nacional de PovosIndígenas, que fortaleceu sua auto estima e afirmação como mulher indígena. Fundou a Associação APAMINKTAJ e foi escolhida pelos povos indígenas como dirigente, ainda muito jovem. As matérias primas utilizadas são retiradas da floresta, a exemplo a argila, sementes, algodão, tingimentos naturais que se transformam em armas de caça, vestimentas, acessórios, adornos, utensílios, entre outros.

Foto: Raimunda Nonata Silva Pinheiro Crédito: Jayme de Carvalho Jr/Abexa